O Melhor investimento do Brasil Descubra de uma vez por todas como investir seu dinheiro

Tempo de leitura: 6 minutos

Qual o melhor investimento do Brasil? Parece que essa é a pergunta mais frequente em todos os blogs de investimento do país, todo mundo quer saber qual é a aplicação que vai gerar o maior resultado.

Mas, infelizmente, não existe uma resposta pronta para essa questão. Investir não é simplesmente rankear com base na rentabilidade e pronto!

Há uma série de variáveis que diferenciam os diversos tipo de investimento do mercado financeiro.

E isso pode acabar afetando o resultado do investimento para cada investidor.

O melhor investimento do Brasil para 2018.

O que levar em consideração para escolher o melhor investimento para os próximos anos, analisando investimento no tesouro direto e opções de renda fixa.

Analisar prazo e rentabilidade das opções de investimento.

Em regra, quanto maior o prazo maior a rentabilidade oferecida.

Pessoas que dispõem de tempo para investir seu dinheiro conseguem, via de regra, maiores taxas de rentabilidade.

Isso acontece porque os credores, ou tomadores de empréstimos, estão dispostos a pagar mais caro pelo dinheiro de quem pode emprestar por um prazo mais longo, diminuindo os custos de rolagem dessas dívidas.

Isso ocorre porque muitos investimentos demoram muito para trazer retorno, além disso, há um alto risco em se emprestar por um prazo mais longo.

O risco está associado às variáveis macroeconômicas: como inflação, taxa de juros básica (Selic), PIB, entre outras.

Entenderam como é complicado determinar qual o melhor investimento?

qual o melhor investimento do brasil para 2018

A importância da liquidez do seu investimento.

Outra variável importante é a liquidez. Geralmente, quanto menor a liquidez maior a rentabilidade do valor investido.

Liquidez é a velocidade na qual o investidor consegue transformar seu investimento em dinheiro, ou seja, resgatar sua aplicação. Quanto mais líquido for o investimento, menor será a rentabilidade do seu investimento.

Títulos públicos de longo prazo atrelados à inflação (IPCA +) geralmente rendem muito mais que os títulos pós-fixados como o Tesouro Selic, o título mais líquido do Tesouro.

É bom lembrar que o IPCA + também possui liquidez diária, mas a diferença é que ele está sujeito à marcação à mercado, que pode reduzir sua rentabilidade em caso de venda antecipada, apresentando até mesmo rentabilidade negativa em determinadas situações.

Isso significa que, na prática, a liquidez dos IPCA + acaba sendo menor que a do Tesouro Selic. Assim, não dá para afirmar categoricamente qual é o melhor investimento.

Tudo vai depender das condições que o investidor vai necessitar para aplicar seu dinheiro.

Escolher o tipo de ativo que vai investir.

Existem diferentes tipos de ativos no mercado financeiro e títulos de investimento.

  • CDBs;
  • LCA;
  • LCI;
  • CRA;
  • CRI;
  • Fundos;
  • Cambiais;
  • Fundos imobiliários;
  • Títulos indexados;
  • Prefixados;
  • Pósfixados;
  • Debêntures;
  • COEs;

E isso falando em investimentos de renda fixa, pois ainda existem os ativos e derivativos de renda variável, como as ações e opções.

Cada um deles será indicado para um objetivo específico, apresentando comportamentos específicos em situações determinadas.

Por exemplo:

Quando estamos num cenário de alta dos juros a melhor opção em se tratando de renda fixa é investir em títulos ou ativos pós-fixados.

Como o Tesouro Selic ou os investimentos atrelados ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário), pois como se sabe que os juros estão em tendência de alta.

É melhor investir num ativo financeiro que acompanhe essa alta até que se saiba ao certo qual será o teto que a taxa irá alcançar.

Depois que a inflação ceder ou o PIB começar a enfraquecer é hora de migrar para os investimentos prefixados.

Pois estarão dadas as condições para que a taxa de juros comece a cair para incentivar a atividade econômica, reativando o consumo.

Quem investir nesse cenário garantirá uma taxa de juro prefixada, ou seja, travada, por todo o período contratado do investimento, podendo ainda antecipar algum ganho com o efeito da queda dos juros e da marcação a mercado!

Saiba mais sobre marcação a mercado clicando aqui!

Viram como não é tão simples assim determinar categoricamente qual o melhor investimento do Brasil?

riscos de investimento credito e mercado
Riscos de investimento ( credito e mercado )

Risco de crédito e risco de mercado.

Por fim, mas não menos importante, temos uma das principais variáveis na determinação da rentabilidade de um ativo financeiro: o risco!

O risco se divide em risco de crédito, ou risco do devedor não honrar seu compromisso no vencimento da dívida; e risco de mercado: que é o risco de variação do preço ou rentabilidade do investimento em função do mercado, por meio da variação do valor presente dos títulos em função das variações nas expectativas de juro futuro.

O componente mais perigoso dos dois é o risco de crédito, que é efetivamente o risco do investidor não receber seu dinheiro de volta no momento do vencimento o no momento em que decidir resgatar seu investimento.

Ativos como as debêntures são os mais arriscados quando falamos em renda fixa, por isso é muito importante diversificar

Uma vez que ao não depositar todos os ovos na mesma sexta não corremos o risco de perder a totalidade dos nossos investimentos.

O risco de mercado não é tão importante, ele apenas significa uma restrição à liquidez, visto que o contrato será honrado no seu vencimento com a taxa determinada no momento da compra do título, a rentabilidade somente variará em caso de venda antecipada.

Se o título for resgatado no vencimento nada mudará!

O risco de crédito significa apenas que a rentabilidade do seu investimento está sujeita a volatilidade.

Logo, é importante não precisar do dinheiro ao investir em ativos sujeitos à marcação a mercado, caso contrário você pode acabar perdendo dinheiro.

Assim, caros leitores, a definição do investimento perfeito para o seu perfil necessita de uma análise profunda.

Pequenas diferenças de rentabilidade produzem diferenças absurdas no final das suas aplicações, se estivermos falando de aposentadoria o impacto é maior ainda!

Por isso, invista algum tempo para desenvolver essas habilidades. O conhecimento financeiro pode melhorar muito a sua qualidade de vida!

o melhor investimento do BRASIL
O melhor investimento

Quer ficar por dentro de tudo que interessa sobre o mercado de investimento em renda fixa?

Inscreva-se na nossa lista, periodicamente você receberá no seu e-mail informações relevantes!

Um abraço!

Victório Amoedo

www.tesourodiretosimplificado.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 1 =