Como funciona a previdência privada – O fim da previdência pública

Tempo de leitura: 6 minutos

Saber como funciona a previdência privada é uma dúvida muito recorrente, mas outras questões tão importantes quanto também são objeto de muita dúvida, como quando ela vale a pena, quais os tipos, vantagens e razões para se ter um plano de previdência privado?

O Brasileiro pensa na aposentadoria?

É impressionante o nível de despreparo financeiro do brasileiro médio. Pesquisa realizada pela Harvard Business Review constatou que 37% dos brasileiros entrevistados acreditam que não poderão manter seu padrão de vida após a aposentadoria, mas mesmo sabendo disso, apenas 28% dos brasileiros têm um plano de aposentadoria privado.

como funciona a previdência privada
como funciona a previdência privada

Ou seja, grande parte dos entrevistados reconhecem que o problema é grave, mas a maioria prefere ignorá-lo.

Além disso, pouca gente sabe como funciona a previdência privada.

Em meio a essa realidade, o IBGE estima que 1 entre cada 3 brasileiros terá mais de 60 anos em 2050, e nesse contexto o que poderemos esperar da previdência pública?

Penso que a resposta para essa pergunta, sem tentar ser alarmista, é: no máximo um salário mínimo.

Isso mesmo, um salário mínimo!

E a pergunta que te faço é: Você está preparado para viver com um salário mínimo?

Mas qual o problema da aposentadoria pública ?

O que se vê é muito protesto, indignação e desconhecimento sobre o problema.

É claro que o governo é corrupto, também é verdade que grandes empresas são devedoras, também é uma meia verdade a tese que não há deficit na previdência se considerarmos as Contribuições PIS e COFINS, mas nada disso é capaz de suplantar a dura realidade de que a previdência pública brasileira é insustentável e está indo rumo ao colapso.

como funciona a previdência privada
como funciona a previdência privada

O déficit previdenciário, se considerarmos as receitas previdenciárias, cresce em ritmo alarmante, ano após ano, e em total descompasso com o nível da massa salarial.

em 2017 se projeta um déficit público da ordem de 170 bilhões de Reais, e isso se a meta da fazenda for batida. Se olharmos para o endividamento público, que não comporta maquiagem, a situação é muito mais grave.

A dívida pública saltou de 2,8 Trilhões de Reais para uma programação, ao fim de 2017, de 3,65 Trilhões de reais, ou seja, um aumento da ordem de 30%. Se olharmos para a relação dívida PIB a situação ainda é mais grave, passamos de uma relação de 60% para algo em torno de 80% a 90%.

É preciso lembrar que todo esse aumento da dívida é financiado a juros derivados da taxa Selic. Isso implica, apenas considerando o aumento do estoque da dívida, pagamento de mais 87 bilhões de Reais de juros anualmente. Isso equivale à aproximadamente a metade do atual déficit orçamentário.

E tudo isso numa dinâmica de envelhecimento da população e diminuição da taxa de natalidade.

Essa é a realidade, desconfie de políticos que digam o contrário, provavelmente querem apenas o seu voto.

O que fazer?

Há quem nem contribua para o INSS, esses estão realmente totalmente desassistidos não só em relação à aposentadoria, mas em relação a qualquer risco de acidente de trabalho ou morte.

Mas pagar apenas o INSS, como comentamos, não é suficiente para resolver o problema, é preciso mais.

Saber o quanto mais é uma questão pessoal, que varia de pessoa para pessoa em função do seu padrão de vida.

como funciona a previdência privada
como funciona a previdência privada

Mas supondo que você deseja manter o seu atual padrão de vida, já é possível calcular o quanto você deve poupar mensalmente para chegar na sua idade avançada sem problemas financeiros.

Para isso devemos realizar um cálculo sem considerar a inflação na rentabilidade, mas indexando-a ao índice. Traduzindo, nosso investimento será corrigido pela inflação, mas consideraremos na conta apenas a rentabilidade real, pois assim saberemos quanto teremos no futuro considerando os preços de hoje.

Como funciona a previdência privada?

A previdência privada será um complemento à aposentadoria pública e será proporcional ao esforço poupador que você realizar durante a sua vida laboral.

Entender como funciona a previdência privada é fundamental, pois muita gente investe R$ 100,00 achando que vai receber uma fortuna lá na frente, e não é bem assim!

Além de aportes constantes e relevantes, é preciso começar cedo para se obter resultados na previdência privada. Além disso, sua previdência privada não precisa ser necessariamente um PGBL ou VGBL, você mesmo pode administrar seus investimentos pensando na aposentadoria.

Não se prenda a um só plano, quanto mais fontes de renda melhor!

Qual o melhor plano de previdência privada?

Essa é a pergunta mais comum e que não tem resposta definitiva. Tudo vai depender de uma serie de variáveis individuais, como ocupação, idade, opção por regime de tributação do IRPF, se tem filhos, quando pretende se aposentar, entre uma infinidade de outras variáveis possíveis.

Mas embora a solução ideal tenha alguma variação, é consenso que o Tesouro Direto pode ajudar em muito qualquer plano de aposentadoria. E isso é uma verdade absoluta porque o Tesouro Direto oferece títulos que têm indexação ao IPCA ao mesmo tempo em que têm um componente de rentabilidade real.

Se você tem interesse em aprender a investir no Tesouro Direto de graça clique aqui para receber um e-book grátis no seu e-mail!

E é essa rentabilidade real o que importa num plano de aposentadoria, permitindo que você possa se planejar para o alcance de uma renda passiva no futuro.

Via de regra, o Tesouro costuma performar melhor que a maioria dos planos de previdência privada oferecidos no mercado, e por diversas razões (Clique aqui para ter acesso ao comparativo TD x PGBL). E por isso você deve alocar parte da sua carteira nestes ativos.

Exitem outras opções para pensar na aposentadoria, como ações, imóveis, criptomoedas, produtos de renda fixa, debêntures, entre outros.

Escolher um bom mix de ativos adequados aos seus objetivos e suas características, como idade e perfil, determinarão o sucesso do seu plano de aposentadoria.

Mas o mais importante mesmo é poupar com regularidade e disciplina, quanto mais cedo você começar mais fácil será atingir o seu objetivo!

Se você deseja saber mais sobre o tema se inscreva na nossa lista, basta acessar a home do blog e se inscrever para o conteúdo vip!

Entender como funciona a previdência privada vai mudar a sua vida financeira.

Vejo vocês lá!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 12 =